Região Nordeste

Atingidos protestam contra aumento da luz e má qualidade do serviço de energia elétrica no estado


Em atos nos municípios de Juazeiro, Santa Maria da Vitória e Salvador são cerca de 1000 pessoas mobilizadas

No dia 14 de março, atingidos se mobilizarão em três pontos do estado: Salvador, Santa Maria da Vitória e Juazeiro

Hoje (13) inicia-se em todo Brasil a Jornada de Lutas do Movimento dos Atingidos por Barragens. A data comemorada em forma de luta a nível internacional é um marco simbólico, visto que o dia 14 de março é o Dia Internacional de Lutas contra as Barragens.

Na ultima quinta feira (02), o  Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), realizou o lançamento do seu 8° encontro nacional, que ocorrerá no Rio de Janeiro, de 01 a 05 de outubro e contará com a presença de 5 mil atingidos por Barragens de todo Brasil.

Na noite de ontem (08/02) atingidos/as do Vale do Jaguaribe realizaram o ato regional de lançamento do 8° encontro nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) em Jaguaretama, no Ceará.

Chuvas escassas é uma realidade natural do semiárido, mas especialistas apontam que escassez de água para determinados setores da população é causado por modelo que privilegia as elites

Aconteceu neste sabádo (17) em Caucaia, no Ceará, o ato de Lançamento Estadual do 8º Encontro Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens.

Os dias 10 e 11 de dezembro foram quentes em Juazeiro, na Bahia mas os quase 40 graus não foram suficientes para desanimar os 150 atingidos da região que participavam do Encontro Regional do Movimento dos Atingidos por Barragens do Vale do São Francisco.

O Encontro reuniu os atingidos pela Barragem de Sobradinho, por Itaparica e os ameaçados pelas Barragens de Riacho Seco e Pedra Branca, de seis municípios. Foram dois dias de avaliação, estudos, planejamento e confraternização, realizados na Univasf.

Iniciou ontem (30), o primeiro encontro estadual de educadores infantis da Ciranda do MAB no Ceará, com a participação de jovens atingidos. O encontro se propõe a discutir a importância do trabalho com a infância atingida por barragem e a necessidade da formação política e pedagógica de militantes que desempenhem essa tarefa no Movimento.