Região Nordeste

Neste dia 17 de outubro, continua a mobilização dos militantes dos movimentos sociais que ocupam a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco) desde ontem, em Juazeiro, na Bahia. A ação faz parte da Jornada Nacional de Lutas dos Trabalhadores, realizada em vários estados do Brasil desde o dia 15.

Desde o início da manhã desta quarta-feira (16), cerca de 800 militantes da Via Campesina e do Levante Popular da Juventude ocupa a sede da Associação de Desenvolvimento Econômico do Ceará (ADECE) e a entrada do Palácio da Abolição, sede do Governo do Estado, em Fortaleza, capital do Ceará.

Na manhã de hoje (16 de outubro) a cidade de Juazeiro amanheceu tomada por bandeiras vermelhas, cerca de seis mil camponeses e camponesas da Via Campesina (MPA, MST, MAB, entre outros) ocuparam a sede da CODEVASF (Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco).

Mais de 2.500 camponeses organizados no Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e Comissão Pastoral da Terra (CPT) e Via Campesina chegaram nesta terça-feira (12) em João Pessoa, capital paraibana, após 70 quilômetros de marcha. A jornada teve início na manhã de segunda-feira (11), no acampamento Wanderley Caixe, município de Caaporã, na divisa entre a Paraíba e Pernambuco, e seguiu em direção à João Pessoa pela BR 201.

Na manhã desta terça-feira (15) cerca de três mil camponeses organizados no MPA e em outros movimentos da Via Campesina, entre eles o MAB, ocuparam a 36ª Unidade de Pesquisa da Monsanto no Brasil, em Petrolina/PE.

Na reunião desta quarta-feira (02), presidida pela Ministra da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Maria do Rosário, o Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH) aprovou o relatório de monitoramento da barragem de Acauã, elaborado pelo Grupo de Trabalho para monitorar as recomendações do relatório sobre violações de Direitos Humanos em Barragens no Brasil.

por Heitor Scalambrini Costa, da coordenação do Fórum Suape e professor da UFPE

Para quem acompanha o modelo de desenvolvimento industrial predatório, adotado em Pernambuco, que tem na empresa que administra o Complexo Industrial Portuário de Suape seu símbolo maior, não se surpreendeu com a multa a ela aplicada pela Agência de Meio Ambiente – CPRH em razão do impacto ambiental que vem causando (JC 10/9), em particular com as obras de dragagem e derrocagem do porto pela empresa holandesa Van Oold.

Atingidos avaliam o longo processo de preparação e discutem os objetivos e desafios para o Encontro Nacional

Agosto, 2013

Caros amigos da Chapada Diamantina e ao redor deste mundão! Estamos vivendo um momento decisivo aqui no município de Piatã, Chapada Diamantina, Bahia. As empresas BAGISA e HAYASHI, atuantes há 20 anos no distrito de Cascavel, município de Ibicoara, querem a qualquer custo transformar o Gerais de Piatã, berço das nascentes do Rio de Contas e também do Paraguaçú, num grande parque agroindustrial de produção de sementes de batatas, uma cultura mais intensiva que tomate em uso de pesticidas.

Nós do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) manifestamos nosso imenso pesar pelo falecimento da senhora Terezinha Pessoa, conhecida carinhosamente como dona Tetê.

Dona Tetê morava em Fortaleza, no Ceará, e hoje, dia 15, deixou o marido e dois filhos para descansar em paz após um longo período de luta para melhorar de saúde. Ela nos deixa um grande legado, e sempre lembraremos seu apoio em todos os aspectos nas lutas por mudanças políticos em nosso país.