Região Sul

O Movimento dos Atingido por Barragens (MAB) promove na próxima terça-feira (14), a partir das 14 horas, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, o Seminário “Questão Energética e Direitos: atualidades e perspectivas”.

A 3ª etapa de formação contou com a presença de 40 jovens atingidos pela Usina Hidrelétrica de Machadinho.

Agricultores reivindicam participação do movimento no cadastro físico dos atingidos pela hidrelétrica em fase de construção no sudoeste do Paraná


No último sábado (18), moradores ameaçados pela construção da Pequena Central Hidrelétrica Salto da Alemã realizaram ato público na ponte de acesso localizada entre os municípios paranaenses de Pato Branco e Honório Serpa, para denunciar a falta de informações sobre a obra.  

Protestos ocorreram devido às pendências que a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) mantém com os atingidos


Na tarde desta terça-feira (14), cerca de 150 atingidos pela Usina Hidrelétrica (UHE) Baixo Iguaçu realizaram protestos no município de Capitão Leônidas Marques, no Oeste do estado do Paraná, para protestarem contra a negação de seus direitos.

Integrantes do MAB cobraram do governo a destinação de R$ 50 milhões, arrecadados anualmente como compensação financeira pelas terras alagadas pelas barragens, para as populações atingidas

Prevista para ser inaugurada este ano, hidrelétrica continua negando direitos dos atingidos no Sudoeste do Paraná

Ocorreu ontem (13/12), em Curitiba-PR, ato de lançamento do 8ª Encontro Nacional do MAB. O ato teve a participação de várias lideranças, militantes de sindicatos, organizações e movimentos sociais. Esteve presente também a turma de formação de militantes e a coordenação estadual do movimento.

Empresa responsável pela hidrelétrica de Baixo Iguaçu demonstra descaso com atingidos e autoridades do estado do Paraná

Uma semana antes do assassinato de dois agricultores sem terra na região de Quedas do Iguaçu (PR) – tragédia ocorrida no dia 7 de abril de 2016 -, o secretário da Casa Civil e deputado federal, Valdir Rossoni (PSDB), reuniu-se com lideranças regionais e representantes da madeireira Araupel, comprometendo-se em resolver o conflito na área grilada pela empresa.