14 de Março

Desde o início da semana, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) realiza mobilizações que fazem parte da Jornada de Lutas do 14 de março, Dia Internacional de Luta Contra as Barragens, Pelos Rios, Pela Água e Pela vida. Governos estaduais de Minas Gerais e Ceará se comprometeram em criar uma Política Estadual de Direitos para os Atingidos por Barragens. 

Foto: Joka Madruga

Manifestação ocorre após diversos escândalos divulgados pela mídia que apontam sonegação fiscal e lavagem de dinheiro envolvendo correntistas.

Nesta quinta, as diversas organizações que compõem a CMS se mobilizam em defesa da classe trabalhadora, da Constituinte e da Petrobrás.

Camponesas exigem melhorias na educação, saúde e mais terras, além de defender a Petrobrás e a Constituinte para a Reforma Política


Em continuidade às ações do dia 8 de março, Dia Internacional de Luta das Mulheres, cerca de 800 mulheres da Via Campesina protestaram na, nesta manhã (12), em frente ao Palácio do Governo do Estado.

Milhares de camponeses de diversas regiões do país sairão em marcha na cidade de São Paulo. O ato, organizado pelo MAB, MST e FETRAF tem como objetivo a luta pelos direitos no campo e a defesa do projeto popular.

Dando prosseguimento à semana do 14 de março, Dia Internacional de Lutas Contra as Barragens, atingidos do Estado da Bahia fizeram ocupações e trancamento de rodovia


Nesta quarta-feira (11), cerca de 2 mil pessoas do sudoeste do Paraná, saíram às ruas de Francisco Beltrão, em defesa da Petrobrás, dos direitos dos trabalhadores, e da Reforma Política com participação popular.

Hoje foi realizada Audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos da ALMG para debater a situação dos atingidos no estado


Cerca de 300 pessoas entre atingidos por barragens, indígenas, agricultores familiares, atingidos e ameaçados por minerodutos acampam deste o início da manhã na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O acampamento faz parte da Jornada de Nacional de Luta do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).

Movimentos sociais exigem o cancelamento imediato dos aumentos nas contas de luz, que sofreram reajuste de 37% da Companhia Estadual de Energia Elétrica. 

Nessa manhã de quarta feira (11), na Semana Internacional de Luta Contra as Barragens, mais de 500 atingidos ocupa a sede regional do Inema (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), no município de Santa Maria da Vitória, na Bahia. Essa atividade é mais uma entre várias outras que estão acontecendo no Brasil e no mundo.