Berizal

No último dia 11, mulheres ameaçadas pela Barragem de Berizal, no norte de Minas Gerais, participaram de encontro no município de Indaiabira. A atividade é um projeto que esta sendo desenvolvido em todo o Brasil para reproduzir as experiências das mulheres ameaçadas e atingidas por barragens, retratando, principalmente, o processo de violações dos direitos causados nas construções de barragens.

Nos dias 15 e 16 de novembro, foi realizado o Encontro das Mulheres Atingidas por Barragens no Norte de Minas Gerais. A atividade aconteceu no Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município de Salinas. No encontro estavam presentes 13 mulheres atingidas por barragem do Norte de Minas (Barragem de Berizal, Projeto Gorutuba- CODEVASF) e Vale do Jequitinhonha (UHE Irapé- CEMIG), além de sindicalistas rurais integrantes da comissão de mulheres do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Salinas.


Na manhã do dia 18 de dezembro, cerca de 70 pessoas participaram do ato político de inauguração de mais uma das 800 unidade de produção agroecológica integrada e sustentável (PAIS) que estão sendo construídas em áreas organizadas pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) em todo o Brasil. A atividade aconteceu na casa de Dona Vilma e Vando, na comunidadede Tingui, no município de Rio Pardo de Minas (MG).

O processo de luta em Minas Gerais já tem garantido vitórias para os atingidos por barragens, principalmente na área da produção. O objetivo é a melhoria da qualidade de vida e o fortalecimento da organização das famílias nas diferentes comunidades do estado.

Aproximadamente 200 atingidos pela Barragem de Berizal participaram do lançamento do programa de Produção Camponesa de Alimentos Saudáveis.