CPT

Relatório da CPT denuncia que expansão da mineração e agronegócio são os principais motivos de conflitos violentos pela terra. Pistoleiros contratados atacam principalmente lideranças camponesas e posseiros em disputa por terras públicas.

Leia nota do MST e da CPT sobre o conflito ocorrido no final da semana passada na fazendoa Cedro, que deixou 15 pessoas feridas por "seguranças"

Os dados que a CPT está divulgando dão conta de um crescimento de 15% no número total de conflitos no campo, em 2011, em relação a 2010.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) com grande tristeza informa o falecimento de um grande companheiro das lutas e das causas sociais. Morreu nesta segunda-feira (13) Dom Ladislau Biernaski, bispo de São José dos Pinhais, em decorrência de um câncer.

Que seu legado, sua história, princípios, coerência e humildade permaneçam vivos entre nós, lutadores e lutadores que acreditamos ser possível uma nova sociedade, sem exclusão e livre da ganância dos poderosos. Descanse em paz, Dom Ladislau.

Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB)

 

Mais de 1000 pessoas de Altamira e região protestaram contra a construção da hidrelétrica de Belo Monte e pelo direito à moradia na manhã dessa sexta-feira (29).

Moradores das ocupações urbanas e organizações que compõem a frente de luta contra Belo Monte organizam ato em Altamira, onde os efeitos negativos da usina já se fazem sentir pela população.

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) enviou na terça-feira (7) à ministra dos direitos humanos, Maria do Rosário, relatos de novas ameaças de morte contra lutadores e defensores dos direitos humanos no Brasil. Além do ofício com as denúncias, a CPT enviou, também, o histórico de cada ameaça.

Da Comissão Pastoral da Terra

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) participa de audiência com a ministra da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, para discutir a violência no campo e os assassinatos de quatro pessoas na região Norte na última semana, nesta terça-feira, a partir das 11h30.

Mais um episódio da guerra no campo. Assim Dom Pedro Casaldáliga define o assassinato dos líderes extrativistas José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva, ocorrido na semana passada no Pará.