Itapiranga

Queridos lutadores e lutadoras que a tantos anos resistem e seguem firmes na luta contra a hidrelétrica de Itapiranga. Esperamos que todos e todas estejam bem e sigam firmes nesta luta.

Não temos dúvida nenhuma, que a Vossa luta, é uma luta de todos os atingidos por barragens do Brasil.

“Ministro, já entreguei um marco ao Senhor, muitos outros podemos lhe entregar”, afirmou Tereza, ameaçada pelo Complexo Hidrelétrica Garabi e Panambi, projeto binacional acordado entre Argentina e Brasil para ser construído sobre o rio Uruguai.

 

Lideranças do MAB, de Sindicatos dos Trabalhadores Rurais e Igrejas, autoridades, vereadores, prefeitos e vice - prefeitos participaram de uma importante reunião no último dia 25 de abril no município de Pinheirinho do Vale para discutir a resistência ao projeto da barragem de Itapiranga, prevista para o rio Uruguai.

O MPF constatou a necessidade de modificação de pontos do termo de referência, uma vez que ele não atende aos preceitos ambientais e nem assegura os direitos da população atingida

O MAB apresentou pauta de reivindicações construída com a participação dos municípios e questionou a atuação da Eletrosul, solicitando a paralisação dos estudos. Os moradores da região resistem à obra há cerca de 30 anos.

Na tarde de sexta-feira (14), a Justiça Federal expediu uma liminar suspendendo o processo de licenciamento ambiental da barragem de Itapiranga, no oeste de Santa Catarina. A decisão determina a paralisação até que seja realizada uma perícia técnica do Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul, da Universidade Federal da Fronteira Sul e do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), além dos municípios e comunidades diretamente atingidos.

O MAB entregou sua pauta de reivindicações ao governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, na sexta-feira (13). Entre os principais pontos, estão os pedidos de suspensão dos estudos da barragem de Itapiranga, no rio Uruguai, e das obras da usina hidrelétrica Garibaldi, em Cerro Negro.

Do IHU Online

Além de ser uma barragem que, historicamente, foi rejeitada pela população de Itapiranga (SC), as empresas que realizam os estudos sobre os impactos que essa obra vai trazer para a região tem, no currículo, participação em projetos fraudulentos.

Do IHU Online

Além de ser uma barragem que, historicamente, foi rejeitada pela população de Itapiranga (SC), as empresas que realizam os estudos sobre os impactos que essa obra vai trazer para a região tem, no currículo, participação em projetos fraudulentos.