Médicos Cubanos

Três médicos cubanos que vieram trabalhar em Altamira foram recepcionados pelos movimentos sociais da região na tarde dessa sexta-feira (20), ao desembarcarem no aeroporto do município.

Os profissionais, duas mulheres e um homem, vão trabalhar nos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). Sua vinda faz parte do programa Mais Médicos, do governo federal.

No último dia 15, domingo, 24 dos 40 médicos cubanos que trabalharão em Minas Gerais foram recepcionados por organizações populares do estado, entre eles pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Levante Popular da Juventude, Sindieletro, UJS, Sindute e Marcha Mundial das Mulheres.

Médicos Cubanos bannerPor: Bruno Pedralva – médico e militante da Consulta Popular

 

A saúde é um dos problemas mais graves que o povo brasileiro enfrenta. E a falta de médicos é parte desses problemas.

Durante a abertura do Encontro nacional do MAB, no dia 2 de setembro, foi aprovada uma carta de boas vindas dos médicos cubanos ao Brasil. A carta manifesta o apoio do Movimento e diversas organizações a vinda dos médicos.

Leia abaixo: 

São Paulo, 02 de setembro de 2013.

Bem-vindos, camaradas cubanos! Votos de que possam fazer bem à saúde do povo. Que façam bem, ainda, aos nossos sonhos!