Marcha Mundial das Mulheres

Neste 8 de março, dia internacional de luta das mulheres, nós da Marcha Mundial das Mulheres reafirmamos com nossa presença nas ruas que o feminismo é um movimento popular que está e continuará em luta denunciando a opressão vivida por nós nesse  sistema que combina o patriarcado com o capitalismo, o racismo, a lesbofobia e a destruição da natureza.

do Brasil de Fato

Patrícia Benvenuti

da Redação

O Brasil sediará, pela primeira vez, o Encontro Internacional da Marcha Mundial das Mulheres (MMM). Com o mote “Feminismo em marcha para mudar o mundo”, a nona edição do evento ocorrerá entre 25 e 31 de agosto em São Paulo, no Memorial da América Latina. 

Mobilização organizada pelas mulheres contou com mais de 10 mil militantes, abrindo a rodada de grandes mobilizações de rua

A 3ª Ação Internacional da Marcha Mundial das Mulheres segue a todo vapor desde segunda-feira, dia 8, quando saíram de Campinas em direção São Paulo. Hoje (12) a Marcha está em Jundiaí e durante a tarde as mulheres discutiram temas como soberania alimentar e luta por território. Com esta manifestação, as mulheres querem dar visibilidade à suas lutas e reivindicar mudanças em suas vidas.

Atingidas por barragens participam da marcha que reunirá representantes de todos os estados do país