Plataforma Operária e Camponesa para Energia

Foto: Joka Madruga

“Perspectiva da indústria no Brasil, eletricidade e petróleo” foi o tema que abriu os trabalhos na manhã desta quinta feira (21), no Seminário sobre Política Energética da região sul do Brasil, que esta acontecendo em Florianópolis desde o dia de ontem (20).

“Trabalhadores do campo e da cidade a lutar/por um projeto energético popular”. Com essas frases repetidas em uníssono pelos participantes, teve início na tarde desta terça-feira, 19, o Seminário Amazônico de Política Energética, realizado pelo Sindicato dos Urbanitários do Pará e pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), com apoio da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU).

No primeiro dia do Seminário Amazônico, organizações da Plataforma Operária e Camponesa realizam Audiência Pública sobre o aumento das tarifas de energia elétrica na Assembleia Legislativa do Pará

Atingidos por barragens, trabalhadores do setor elétrico, petroleiros, professores, camponeses e indígenas realizam, hoje e amanhã (19 e 20), o Seminário Amazônico sobre Política Energética em Belém (PA).

Movimentos sociais e sindicais realizam seminários sobre energia em todas as regiões do país a partir desta semana. As resoluções dos debates serão encaminhadas em forma de propostas para a política energética nacional aos candidatos à presidência da república.

 Após dois dias de discussões, movimentos sindicais e populares ligados à questão energética reafirmam unidade e avançam para construção do projeto energético popular

Entidades nacionais e internacionais se reúnem para construir os próximos passos da Plataforma Operária e Camponesa para a Energia

Entre os dias 19 e 20 de maio, a cidade de Belo Horizonte (MG) sedia o Seminário Nacional de Política Energética, com a presença de 14 entidades nacionais integrantes da Plataforma Operária e Camponesa para a Energia, além de representantes de trabalhadores da energia da Argentina, Colômbia, Costa Risca e Venezuela.

A atividade aconteceu como agenda da semana dos calouros do curso Biologia em parceria com estudantes dos cursos das Geociências e trouxe o debate da relação entre o os recursos energéticos

do Brasil de Fato

O vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp) será palco de uma aula pública sobre os males da privatização do petróleo, nesta quinta-feira (8), a partir das 18 horas. O objetivo é esclarecer a sociedade sobre os riscos que os leilões de petróleo oferecem para a soberania nacional.

Plebiscito popular promove formação sobre tarifa de energia em MG

 

O encontro faz parte da construção de um plebiscito popular que vai discutir a questão da tarifa no estado, questionar a composição da conta de luz, a gestão da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e a política do Estado, de forma geral.

Nos últimos dias os trabalhadores da empresa Celpa foram surpreendidos por um Plano de Demissão Voluntária adotado pela nova controladora da empresa, a Equatorial Energia.