Plataforma Operária e Camponesa para Energia

Após mais de 20 anos sem fazer uma greve por tempo indeterminado, os eletricitários vinculados às empresas do Sistema Eletrobras entrarão em greve a partir desta segunda, 16 de julho.  Para o MAB, as reivindicações são justas e a greve merece apoio.

Após paralisação de 72 horas na semana passada, os eletricitários do sistema Eletrobras permanecem mobilizados. Amanhã (11 de julho), a holding deverá apresentar sua proposta aos trabalhadores. Se a proposta não for satisfatória, os eletricitários deverão cruzar os braços por tempo indeterminado na semana que vem.

Os trabalhadores e trabalhadoras das empresas do sistema Eletrobrás encontram-se em mobilização nacional. A paralisação começou nesta quarta-feira (4/07) e envolve 14 empresas estatais, entre elas a Eletrobrás, Furnas, Eletronorte, Chesf, Eletrosul e várias distribuidoras.

 Iniciou nesta manhã (04/07) a paralisação nacional dos trabalhadores do Sistema Eletrobrás. Os trabalhadores de 26 estados e do Distrito Federal definiram pela paralisação por 72 horas nos dias 04, 05 e 06 de julho.

Leia a carta de apoio do MAB aos trabalhadores do setor elétrico

 

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) participou nesta terça-feira (12) de um Seminário contra as altas tarifas do transporte coletivo na cidade de Ponte Nova, situada na Zona da Mata de Minas Gerais. O Seminário foi iniciativa do Comitê Popular contra as altas tarifas, que é fruto dos debates do Seminário da Plataforma Operária e Camponesa da Energia realizado em agosto de 2011, onde ficou definido a tarifa do transporte como uma das pautas a ser debatida com os moradores da cidade.

As entidades da Plataforma Operária e Camponesa para Energia vão realizar duas oficinas na Cúpula dos Povos, como parte das campanhas contra as tentativas de privatização da água e da energia no país.

A oficina "Combate à mercantilização e privatização da água" acontece no dia 18 de junho (segunda-feira), das 09h00 às 11h00, no Pavilhão Azul, Jardins do MAB.

Durante o Seminário Nacional sobre o modelo energético: atualidade e perspectiva, realizado em Brasília, as diversas organizações assinaram um manifesto em apoio a iniciativa do governo argentino de nacionalizar a empresa de hidrocarbonetos YPF. O seminário aconteceu nos dias 19 e 20 de abril e foi organizado conjuntamente pela Secretaria Geral da Presidência e pela Plataforma Operária e Camponesa para a Energia. 

O MAB conjuntamente com a Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), o Sindicato dos Eletricitários (SINERGIA) e a CUT São Paulo lançaram ontem (2) as campanhas nacionais contra a privatização da água e da energia em Registro, na região do Vale do Ribeira, em São Paulo.

Linhas de Transmissão Eletrobras Furnas - Foto: José Lins

As organizações articuladas na Plataforma Operária e Camponesa para Energia receberam com otimismo a notícia de que o governo deverá prorrogar as concessões do setor elétrico que vencem em 2015. No entendimento do MAB, será um passo importante para evitar a privatização do setor

Renovar as concessões é garantir o compromisso com a democracia, fazendo as mudanças necessárias e beneficiando o povo brasileiro.