Rio Uruguai

O projeto permite passar filmes nas comunidades e bairros atingidos por barragens na bacia do rio Uruguai, possibilitando reunir as pessoas numa opção de lazer e de debate e contribuindo para ampliar os horizontes do conhecimento

Mais de 600 pessoas participaram da mobilização contra a construção da barragem de Itapiranga, na última sexta-feira (25), em Itapiranga (SC). A barragem está prevista para ser construída no Rio Uruguai.

Cerca de 300 integrantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) permanecem acampados há mais de 15 dias na área da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro), em Vacaria, Rio Grande do Sul

O diálogo foi aberto a partir da ocupação de três áreas, em Vacaria, Viamão e Sananduva. O MAB participa da ocupação em Vacaria. As famílias acampadas reivindicam que a área seja transformada em um centro de pesquisa voltado para a realidade da região, com o assentamento das famílias no local.

Hidrelétricas no rio Uruguai ameaçam Salto do Yucumã

O maior salto longitudinal do mundo, o Salto do Yucumã, corre o risco de ficar submerso e desaparecer com a construção das usinas hidrelétricas de Panambi e Garabi no rio Uruguai, na fronteira entre Brasil e Argentina.

Integrantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), estiveram nesta terça-feira (26), em Porto Xavier (RS), debatendo junto aos pescadores do Território da Pesca os impactos sociais, econômicos e ambientais para a pesca profissional e artesanal na construção do complexo Garabi, no rio Uruguai.

Em meio a notícias de desenvolvimento e progresso, um projeto de mais de trinta anos volta a “assombrar” a população da bacia do rio Uruguai no trecho de fronteira entre o Brasil e a Argentina: a construção das grandes barragens de Garabi e Panambi. O Governo Brasileiro (MME/ Eletrobrás) e Argentino (EBISA) prevêem iniciar as obras em 2012, a um custo de oito bilhões de reais. As barragens inundarão quase cem mil hectares e a estimativa é de que atingirão 12.600 pessoas.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) realizará uma assembleia popular na próxima segunda-feira (27) na comunidade São Jorge, em Pinhal da Serra (RS), para discutir o problema do endividamento das famílias sem terra atingidas pelas barragens na bacia do rio Uruguai.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) realizará no próximo sábado (7) um ato público de inauguração do PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentada), no reassentamento rural coletivo Primeira Conquista, em Barracão (RS).