São Luiz do Tapajós

Cerca de 400 famílias organizadas no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) ocupam área urbana no município de Itaituba (Pará) com a pauta da moradia. A área ocupada fica a 5 km do centro da cidade e próximo ao residencial Wirland Freire (rodovia Transamazônica), do programa Minha Casa Minha Vida.

Indígenas, ribeirinhos e organizações sociais entregaram ontem (1º de dezembro) um abaixo assinado ao Ministério do Meio Ambiente contra as barragens no Rio Tapajós. Os indígenas Mundurukus também denunciam as ameaças e intimidações que estão sofrendo dos madeireiros na região, além da garimpagem ilegal nas terras indígenas e comunidades tradicionais.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) realizou no último sábado (22) o seminário "Grupos Vulneráveis e Violações de Direitos Humanos com a chegada dos Grandes Projetos na Região do Tapajós", em Itaituba (PA). A atividade integra o projeto “Direitos das Mulheres Atingidas por Barragens”, realizado com apoio da Christian Aid e União Europeia.