Tapajós

Mais uma barragem planejada para o rio Tapajós tem o licenciamento conduzido sem cumprir a legislação

Resposta ao texto As usinas-plataforma do Rio Tapajós, publicado na coluna do Luis Nassif, na Carta Capital.

Atingidos da comunidade do Pimental, que pode ser alagada pelas usinas do Tapajós - Foto: Fernanda Lingabue

 

“Ministro, já entreguei um marco ao Senhor, muitos outros podemos lhe entregar”, afirmou Tereza, ameaçada pelo Complexo Hidrelétrica Garabi e Panambi, projeto binacional acordado entre Argentina e Brasil para ser construído sobre o rio Uruguai.

 

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) selou o fim de uma luta histórica de uma centena de famílias ribeirinhas da região oeste do Pará com a criação do Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) Montanha-Mangabal, garantindo o reconhecimento de um território tradicionalmente ocupado há mais de 140 anos no Alto Tapajós.

No final da tarde de ontem (22), agricultores encerraram a paralisação da rodovia Transamazônica, bloqueada desde a manhã de segunda-feira, na altura do quilômetro 32, no município de Itaituba, oeste do Pará. 

Rodovia Transamazônica continua bloqueada no km 32 (Ponte do rio Água Preta), próximo ao município de Itaituba, oeste do Pará, nesta terça-feira (22). Os agricultores exigem a presença do INCRA no local para negociar suas pautas.

Animados con la realización del Encuentro Nacional que tuvo lugar a inicios de septiembre, el Movimiento de los Afectados por represas (MAB) y Mundubat, organización vasca (España) de cooperación y solidaridad internacional, estarán realizando el “Seminario Internacional ¡alimentos, agua y energía, no son mercancías!”.

Uma nova “corrida do ouro”. Assim está sendo chamado o atual momento por que passa o estado do Pará.