Vale do Ribeira

Na ultima terça feira (14), os atingidos e ameaçados pelas barragens na região do Vale do Ribeira, se reuniram na cidade de Registro em São Paulo com o objetivo de preparar o processo de lutas realizados na semana do 14 de março pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Há mais de 25 anos as famílias resistem as implementações de barragens nos rios da região. 

Nesta segunda-feira (16), início da semana de mobilizações pelo dia da consciência negra, atingidos da região paulista do Vale do Ribeira ocuparam a prefeitura do município de Eldorado para cobrar melhorias na administração local.

De acordo com os atingidos, a pauta entregue ao prefeito, Eduardo Fouquet, e secretários municipais inclui melhorias na saúde, educação, estradas, pontes e a retomada da operação da balsa do bairro do Batatal.

Integrantes do Movimento dos Atingidos (MAB) por Barragens e Levante Popular da Juventude começaram os preparativos para o 1º Acampamento da Juventude do Vale do Ribeira, que acontecerá entre os dias 10 e 12 de abril, na cidade de Registro (SP).

Cerca de 200 atingidos ocuparam e liberaram nessa manhã de sexta-feira (14) um pedágio localizado na Rodovia Régis Bittencourt, na BR 116, em Juquiá, próximo a Registro, divisa dos estados de São Paulo e Paraná. Os manifestantes levantaram as cancelas e liberaram a passagem gratuita dos automóveis por cerca de três horas.

Nós todos e todas as atingidas/os e ameaçados/as por barragens gostaríamos de deixar aqui nossa solidariedade para todas as famílias do município de Itaóca, localizado na região do Vale do Ribeira, estado de São Paulo, que sofreram com as fortes chuvas que aconteceram nesse inicio de ano.

Na última sexta feira (13), o Movimento dos Atingidos por Barragens realizou um ato político e festivo em comemoração a implementação das hortas do PAIS (Programa Agroecológico, Integrado e Sustentável) na comunidade de Itapitangui, no município de Cananéia, na região do Vale do Ribeira, em São Paulo.

Integrantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) distribuíram, na última quinta-feira (14), mais de mil cestas de alimentos para as famílias atingidas e ameaçadas por barragens no município de Registro, na região do Vale do Rio Ribeira de Iguape, em São Paulo.

Nesta quinta-feira (23) foi realizada reunião pública no quilombo de João Surá, no município de Adrianópolis (PR), com a presença de aproximadamente 100 pessoas das comunidades do Vale do Ribeira dos estados do Paraná e São Paulo.

O MAB vem manifestar publicamente seu repudio ao recente posicionamento da Fundação Cultural Palmares, que tem como finalidade promover e preservar a cultura afro-brasileira, mas que se posicionou favorável à construção da hidrelétrica de “Tijuco Alto”.