Comunidades ameaçadas pela hidrelétrica de Marabá (PA) exigem políticas públicas

Cerca de 200 integrantes do MAB se manifestam em Marabá (PA) nesta terça-feira (14). Os manifestantes, de comunidades ameaçadas pela hidrelétrica de Marabá, exigem políticas públicas, regularização fundiária e incentivo à produção.

Em marcha, os manifestantes visitam três órgãos: secretaria de educação, secretaria de agricultura e Incra, para apresentar a pauta de reivindicações. A atividade integra a Jornada Nacional de Lutas do MAB por ocasião do 14 de Março, Dia Internacional de Luta Contra as Barragens.

"Denunciamos também os retrocessos ocorridos em nosso país com o golpe, a ameaça da reforma da previdência e trabalhista. O povo não vai pagar essa conta!", afirma Cristiano Medina, da coordenação do MAB.