Em Goiás, famílias atingidas comemoram conquista de assentamento

Fruto da luta e organização do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), 61 famílias conquistaram a posse da primeira área de terra para assentar atingidos pela barragem de Serra da Mesa que foram desalojados com a formação do lago da usina.

A área adquirida pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), foi escriturado na posse da fazenda Água Forra, no município de Niquelândia região norte do Estado de Goiás.

Para com Agenor Costa e Silva, coordenador do MAB a conquista dessas famílias é resultado de uma luta que há anos foi travada na região. Segundo ele, o momento agora é de organização e planejamento.

“O assentamento é uma conquista, que simboliza a tomada da luta pela terra na região, queremos garantir a subsistência das famílias, com a produção de alimentos livres de venenos para o autossustento e a comercialização”.

O coordenador ressalta ainda que as barragens que foram construídas na região deixaram graves consequências negativas para as famílias.  “As hidrelétricas são grandes indústrias de sem terra: muitas pessoas perderam suas áreas e, por consequência, seu trabalho, renda e dignidade”. Diz.

Após a criação, as famílias inicialmente ficarão em uma área comum, até que o Incra realize o sorteio do lote que caberá a cada uma delas. Enquanto não estiverem em seus lotes definitivos, o Incra repassará créditos para viabilizar uma produção de subsistência.