Em SP, organizações sociais reafirmam importância de lutar pela soberania energética

Representantes de diversas organizações sociais, sindicais e movimentos populares participaram no final de semana passado (27 e 28), da segunda etapa estadual de formação de formadores do Estado de São Paulo da Plataforma Operária e Camponesa para Energia. A atividade foi realizada na casa do Professor/ Apeoesp.

No dia 26/08 o debate, pela manhã, foi sobre a Geopolítica e os Desafios atuais na Indústria do Petróleo, conduzido pelo Professor José Sergio Gabrielli e pelo dirigente da FUP João Moraes. A tarde foi feto o debate sobre a Questão energética e a educação no estado de São Paulo, mesa conduzida pelo Alexandre Castilho do Sindicato Unificado dos Petroleiro, Liciane Andrioli do MAB, Zenaide Honório da APEOESP e Rafael Tiba pelo Levante popular da Juventude. Durante a noite a turma participou da posse da direção do Sindicato Unificado dos Petroleiros do estado de São Paulo, em Campinas.

No dia 27/08, pela manhã, foi realizado o estudo e debate do Método do Trabalho de Base, conduzido pelo Gilberto Cervinski do MAB, E na sequência foi construído o plano de atuação (organização, lutas e formação) da plataforma da energia no estado. Encaminhou-se para: - nos meses de setembro e outubro realizar um amplo processo de formação em 10 regiões do estado de SP; - para outubro também, se encaminhou, para os formadores de São Paulo participar do processo nacional de formação da plataforma, no dia 02/10 e da luta nacional em Defesa da Soberania Nacional que será no dia 03/10 no RJ!

A formação faz parte do plano de trabalho da Plataforma Operária e Camponesa de Energia em nível nacional e tem como objetivo a realização de um amplo processo de formação e esclarecimento da população sobre o debate da questão energética, articulando processos de organização, agitação e propaganda e lutas em defesa da soberania nacional.

O conjunto das organizações presentes apontam pra construção de um grande conjunto de lutas, que serão realizadas no próximo período, especialmente no dia 03 de outubro, aniversário da Petrobrás, quando será realizado um grande ato em defesa das empresas estatais, assim como a Eletrobrás no rio de Janeiro (RJ).