MAB participa de audiência com atingidos pela hidrelétrica de SINOP

Nesta sexta-feira (04) ocorreu, no auditório da UNEMAT de Sinop (MT), uma Audiência Pública para tratar sobre os impactos gerados pela construção da Usina Hidrelétrica Sinop. A obra já está 90% construída, mas ainda grande parte do processo de indenizações e compensações como o reassentamento para as famílias atingidas não foi realizada.

Laercio Favero, atingido do assentamento 12 de outubro, relata que não há um diálogo aberto com a empresa, que está tratando de forma diferente os atingidos que estão indo para o reassentamento, construindo algumas benfeitorias para uns e outros não. “Nós não podemos visitar a construção do reassentamento que queremos, precisamos agendar horário”, afirma. O atingido ainda diz que nos processos de negociação as empresas buscam sempre intimidar as famílias.

Em relação aos pescadores, estes entraram na justiça contra a empresa, pois a mesma nega considerá-los como atingidos diretamente pela barragem.

Durante a audiência houve muitos relatos de denúncia sobre o tratamento da empresa com os atingidos do Assentamento Wesley Manuel dos Santos, que estão sofrendo com tratamento desigual na definição dos valores das benfeitorias e terras.

Também foi relatado que nos momentos de negociação, os atingidos são forçados a aceitar o valor ofertado, do contrário será depositado a indenização apenas em juízo. Além disso, o projeto da malha viária não iniciou ainda e o governo municipal de Sinop não iniciou nenhuma obra referente às compensações para o assentamento.

Daniel, militante do MAB, reclama da omissão do poder público municipal de Sinop, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, do Ministério Público Federal em relação às pautas do assentamento. “E mesmo a empresa não esteve presente na Audiência, apresentando apenas uma carta de desculpas que caem por terra ao ouvirmos muitos atingidos presentes na audiência”, opina.

Ao final da audiência pública ficou encaminhado a organização de uma comissão com representações dos grupos presentes para buscar tratar das várias demandas relativas às violações de direitos humanos da UHE Sinop.