Nota Política: Resistir É Tarefa De Todo O Povo

Hora de multiplicar as greves, e todas as ações diretas de luta e resistência contra a Reforma da previdência.

Povo Brasileiro, companheiras e companheiros, chegamos a um momento duro de nossa luta contra a Reforma da Previdência, o campo golpista tentará de todas as formas impor medidas antipopulares e materializar a Reforma que rasgará uma das conquistas mais importantes de nossa democracia: a previdência e seguridade social do povo. Agora é hora de intensificar todos os tipos de ações diretas contra a reforma da previdência para que essa medida seja enterrada definitivamente.

Completamos hoje o segundo dia de greve de fome, são mais de 24 horas que nossos bravos companheiros e companheiras permanecem sem comer em repúdio a reforma da previdência, nesse exato momento seguimos mobilizados em greve dentro da câmara dos deputados na Capital Federal. Desde o primeiro momento quando deflagramos a greve, a solidariedade segue constante, fornecendo a mística e a certeza que nossa luta é justa e necessária.

Queremos aqui convocar e reafirmar a necessidade de todas as organizações do campo e da cidade resistirem a Reforma, somarem forças em ações em todos os estados em especial a partir de segunda-feira para que possamos barrar a Reforma, é hora de tomarmos medidas de sacrifício, mas que serão necessárias para garantir os direitos nossos e em especial para nossas gerações futuras, temos que dar mais um passo para esmagar a Reforma da Previdência em seu ninho golpista.

Convocamos todas as organizações populares para construírem as trincheiras de luta contra a previdência em cada canto no país, nas ruas, cidades, rodovias e campos, e que também somem-se em Brasília na greve de fome que é um gesto do MPA mas que se estende e serve aos ideias do povo do campo e da cidade.

Vamos à luta camaradas o nosso sacrifício e ação direta serão as ferramentas necessárias para destruir por completo a Reforma da Previdência.

 

Coordenação Nacional do MPA

7 de dezembro de 2017