Novembro, mês de luta dos atingidos pela Samarco

Missas, marchas, seminários e audiências públicas marcam os dois anos de lama e luta dos atingidos pelo maior crime socioambiental

Foto: Nilmar Lage 

Atingidos pela Samarco em Minas Gerais e no Espírito Santo, organizados no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), realizarão atividades em novembro, mês que completam dois anos do maior crime socioambiental da história mineração mundial. As mobilizações no mês são para denunciar a impunidade das mineradoras Samarco, Vale e BHP Biliton, responsáveis pelo rompimento da barragem de Fundão, que matou 19 pessoas, provocou um aborto forçado, contaminou a bacia do rio Doce e matou toneladas de peixes.

Com o mote “Dois anos de lama e luta” o MAB ainda anunciará os dois anos da luta dos atingidos para garantir os direitos negados pela Fundação Renova. Entidade criada a partir de um acordo feito a partir das empresas e os governos estaduais, Minas Gerais e Espírito Santo, e a União, sem a participação dos atingidos.

Dentre a programação estão missas, marchas, seminários e encontros são para reafirmar nossa homenagem aos mortos e nossa indignação com as injustiças, além de ressaltar o fortalecimento da organização na bacia do rio Doce.

Veja a programação de Minas Gerais e do Espírito Santo:

Minas Gerais

05/11 (domingo) 

8h - Missa nas ruínas de Gesteira- Barra Longa (MG).

10h - Missa na Matriz São José- Barra Longa (MG).

13h - Missa nas ruínas de Bento Rodrigues – Mariana (MG)

14h - Missa nas ruínas de Paracatu de Baixo - Mariana (MG)

16h - Concentração e marcha em protesto pelas ruas de Mariana: Dois anos de lama, dois anos de luta!”.

18h - Missa de Dom Geraldo com todos os atingidos- Mariana (MG).

06/11 (segunda-feira)

10h Audiência Pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para debater como está a vida dos atingidos em toda a Bacia e Política Estadual dos Atingidos por Barragens e outros Empreendimentos - PEABE

25/11 (sábado)

9h às 16h - Dia do Gesteira - Luta contra o atraso do reassentamento. 

 

Espírito Santo

04/11 (sábado)

8h - Marcha na ponte Florentino Avidos até o cais- Colatina (ES)

06 e 07/11 (segunda e terça-feira) - Seminário de Balanço de 2 anos do Rompimento da Barragem de Fundão - Vitória (ES) 

08/11 (quarta-feira) Audiência Pública “Direitos Humanos e Empresas: Qual é a políticas pública que o Brasil precisa?” Vitória (ES)

20,21 e 22/11– Encontro dos Atingidos por barragens no Espírito Santo- dia que chegou a lama na Foz – Colatina (ES)

 

Assessoria de imprensa do MAB: (11) 9481-72567 Neudicléia e (31)9981-85889 Pablo Dias