Apenas Povo

Autor: 
Fabiano Vitoriano
Militante do MAB em Altamira

Caminhamos juntos em fileiras

Gritamos nossas palavras de ordem

Expressamos o que sufoca o nosso peito,

A indignação.

 

Mostramos o quanto somos capazes

De nos organizarmos,

De nos unirmos,

Mostramos a disponibilidade de lutar.

 

Saímos de nossos recantos,

Falamos com toda nossa simplicidade

Não falamos de teoria

Mas da nossa vivencia com o rio,

Não falamos da dor de alguém

Expusemos as nossas dores,

Falamos do que sentimos.

 

E de repente já não pedíamos

Éramos tantos

Que passamos a exigir,

Mostramos quem é o maior Poder deste Estado.

 

E foi apenas um ensaio,

O inicio da tomada de consciência,

O começo de um flerte com a Senhora Liberdade.

 

Quem somos?

Povo,

Organizado,

Somos o MAB.