Água

Ainda que o conceito de sustentabilidade passe pela esfera econômica, ela está longe de ser o seu principal componente. O cerne da sustentabilidade está na manutenção da qualidade de vida para esta e futura gerações, com a garantia de um ambiente saudável e, portanto, sustentável.

O limite da exploração da água deve respeitar os limites da natureza e a necessidade da população, e não os limites econômicos das práticas neoliberais. A vocação política da água está na união entre povos e governos.

1) A questão

Estamos em meio a uma profunda crise civilizatória. O modelo civilizatório ocidental, alicerçado na exploração de seres humanos por outros seres humanos e na intensa exploração da natureza por uma restrita elite mundial, já não tem mais sustentação. Dos seis bilhões de pessoas que habitam a face do planeta, apenas 1,7 bilhões pertence ao modo consumista e predador da civilização contemporânea. Para sustentar os caprichos dessa elite mundial são necessárias 1,5 Terras para alguns, ou até seis Terras para outros.

1. Água paga

A água pode ser tratada como mercadoria? Será que a ausência do preço da água é o fato gerador do desperdício? Será que legislação punitiva ao seu desperdício alterará usos e costumes?