Encontro Nacional do MAB

Duas enormes bandeiras da Venezuela envolvendo os participantes do Encontro Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). A simbologia das bandeiras, carregadas por militantes do movimento, representou uma homenagem do MAB ao povo venezuelano e seu exemplo de luta dentro do contexto da busca pela soberania energética e enfrentamento ao imperialismo e seu modelo capitalista de exploração de recursos naturais e empobrecimento dos povos.

Chapéus, enxadas, remos de barco, flores, bandeiras, colchas de retalhos, artesanato de vários tipos. Exemplos de instrumentos de trabalho e da produção cotidiana dos militantes atingidos por barragens todas as regiões do país.  Simbologias expostas em frente ao palco principal do Encontro Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), que acontece em Cotia, São Paulo, reunindo mais de três mil militantes do movimento vindos de todo o Brasil, além de representantes de 25 países. Música, poesia, troca de olhares, abraços e culturas de cada estado e região.

Nos últimos 20 anos, as tarifas de energia elétrica para residências aumentaram cerca de 202%, muito além da inflação (IPCA), que ficou em torno de 130%

Por Gilberto Cervinski, de São Paulo (SP), para o Brasil de Fato

Após a privatização da energia elétrica, as tarifas para população brasileira aumentaram muito e a qualidade do serviço diminuiu.

Começou nesta segunda-feira (2 de setembro) o Encontro Nacional do MAB, que reúne até o momento 2.500 atingidos e atingidas por barragens de 17 estados do Brasil em São Paulo.

Mais de 3 mil atingidos por barragens de todo o país estão sendo esperados para o Encontro Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), que inicia na próxima segunda, dia 2 de setembro. O evento acontece na cidade de Cotia, na Grande São Paulo, e além dos atingidos pelas barragens estarão presentes representantes de movimentos, organizações sociais e parceiros de 25 países.

A necessidade de uma política nacional de direitos para as populações atingidas por barragens, uma política energética popular, bem como a luta contra as privatizações implementadas no país. Essas pautas estarão presentes no Encontro Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).

Atingidos avaliam o longo processo de preparação e discutem os objetivos e desafios para o Encontro Nacional